Como ler e escrever como um escritor

Pessoa lendo livro sob o sol e debaixo das cobertas

No mundo da escrita criativa não há regras definitivas, mas se houvesse uma, certamente a primeira da lista seria: só se pode escrever bem, quem lê bem.

Em torno desta temática há dois importantes e instigante livros traduzidos e publicados no Brasil. Para ler como um escritor. Um guia para quem gosta de livros e para quem quer escrevê-los de Francine Prose (Zahar, 2008) e Como ler literatura de Terry Eagleton (L&PM, 2019).

Claro que há, ainda, uma grande variedade de outras obras que discutem esse tema de forma mais ou menos aprofundada, mas estes dois textos são interessantes pelo foco que dedicam a métodos de leitura de textos ficcionais.

Mas não pense que este texto ou que esses livros se propõem a transformar a leitura prazerosa da literatura em uma análise técnica e crítica no mais das vezes chata. A proposta é, ao contrário, oferecer mais camadas de compreensão dos textos oportunizando ainda mais possibilidades de desfrutar da literatura de ficção.

Vamos nessa!

Capa do livro de Francine Prose, Como ler como um escritor
Capa do livro de Francine Prose, Como ler como um escritor

Para ler como um escritor – Francine Prose

Na obra Para ler como um escritor Francine Prose percorre onze capítulos e em cada um deles apresenta aspectos importantes para qualquer narrativa literária e como nós, escritores, devemos estar atentos a eles.

Ler com olhos de ficcionista implica, neste sentido, (capítulo 1) uma Leitura atenta, estar vigilante ao uso das (2) Palavras, à construção das (3) Frases e dos (4) Parágrafos. Como um bom construtor que edifica uma casa, a autora vai oferecendo dicas e modos de leitura capazes de despertar nossa atenção e criatividade.

Os capítulos seguintes são aqueles responsáveis, digamos assim, por oferecer aos leitores ferramentas para compreender os aspectos mais estilísticos e estéticos de um texto. São eles: (5) Narração, (6) Personagem, (7) Diálogo, (8) Detalhes e (9) Gesto.

De quebra, duas dicas fecham o livro: (10) Aprender com Tchekov e (11) Ler em busca de coragem. A edição contém ainda um apêndice com listas de livros internacionais e brasileiros para leitura.

Capa do livro de Terry Eagleton, Como ler literatura
Capa do livro de Terry Eagleton, Como ler literatura

Como ler literatura – Terry Eagleton

O livro de Terry Eagleton, Como ler literatura, foi originalmente publicado em 2013, mas a tradução brasileira é de 2019. Comparando com a publicação de Prose, trata-se de uma obra mais enxuta com cerca de 220 páginas, mas não menos importante em termos de conteúdo.

Divido em cinco capítulos – Inícios, Personagem, Narrativa, Interpretação e Valor – o texto de Eagleton é mais conciso, seriamente divertido e rico em dicas.

Como o próprio autor define, o livro foi “concebido basicamente como um guia para principiantes, mas espero que também seja útil para quem já se dedica a estudos literários. Em suma, é um livro para quem gosta de ler e escrever livros.

Em Como ler literatura a leitura é garantia de uma caminhada nos elementos que compõem o texto até a chegada no sempre delicado papel da crítica, ou seja, à atribuição de valor às obras.

Avaliar um texto literário é sempre menos interessante quando se descreve em termos de “bom” ou “ruim”. Uma crítica séria implica sempre a necessidade de compreender a linguagem de diferentes autores e obras e apresentá-los a partir de elementos de avaliação consistentes.

Desfrute da leitura, escrever é, também, ler como um escritor

Se ler literatura é bom (e é bom, pode acreditar!), ler quem pensa sobre a literatura também é algo que pode ser fascinante. Estas duas obras, evidentemente, não lhe tornarão um crítico literário, nem um escritor. Suas leituras e trajetória de vida são igualmente importantes.

Lembre-se, escritor precisa… escrever. Mas nada mal levar para nossa malinha de viagem ferramentas de leitura que nos permitam captar mais elementos das obras e autores que admiramos.


Desafio de literatura 2021: envie suas resenhas e ganhe prêmios

Conhece o Desafio de literatura 2021 do site Frizero? Você pode publicar sua resenha literária em nossa página e de quebra ganhar o livro  Dostoiévski – Correspondências (1838-1880), do escritor russo que completa duzentos anos de nascimento em 2021. A edição foi traduzida por Robertson Frizero.

Como devo escrever e enviar minha resenha

No mês de junho o desafio é ler um romance escrito por um dos seguintes escritores contemporâneos brasileiros: Eda NagayamaEduardo KrauseHenrique SchneiderItamar Vieira JúniorJúlio Ricardo da RosaJúlia DantasMaria Valéria RezendeMichel LaubPaulo Scott e Rafael Gallo.

Para participar basta enviar seu texto para sitefrizero@gmail.com com o assunto [DESAFIO DE LITERATURA – NOME DO PARTICIPANTE].

Lembre-se deixar no formato .doc com a seguinte formatação: Times New Roman, 12, espaçamento 1.5, título e autor no nome do arquivo.

Caso sua resenha seja escolhida para publicação, você receberá um e-mail solicitando dados para o recebimento da premiação.


Robertson Frizero

Retrato de Robertson Frizero
Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária. Sua primeira oficina foi lançada em 2011, e desde então se manteve em atividade contínua, entre oficinas, cursos, palestras e mentorias literárias. Foi jurado do Prêmio Jabuti de Literatura por três anos consecutivos e jurado do Prêmio Açorianos de Literatura. É Mestre em Letras pela PUCRS e especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS.

Frizero é autor de romances e livros infantis premiados, e já publicou também poesia, contos e textos teatrais. Seu livro de estreia, o infantil Por que o Elvis Não Latiu? [8INVERSO, 2010], foi agraciado com o Prêmio Crescer. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias [Dublinense, 2015], ganhou o Prêmio AGES de melhor romance do ano pela Associação Gaúcha de Escritores – AGES e foi finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Açorianos de LiteraturaLonge das Aldeias foi também escolhido pelo Governo Federal para distribuição à Rede Pública de Ensino no PNDL Literário 2018. Em 2020, Longe das Aldeias foi traduzido para o árabe e publicado no Kuwait e Iraque, com distribuição para todo o mundo árabe.


Leia também

Do pensamento à palavra: como transformar ideias em literatura

Originalidade na escrita criativa

Sete perguntas para Hisham Al-Harbi

Conheça o Clube de Criação Literária!

“A palavra é a minha quarta dimensão” – Resenha do livro Água Viva de Clarice Lispector

Dizer uma coisa para dizer outra

Preparem-se para mais uma temporada de festas! – Resenha de “O Duque e eu”, de Julia Quinn

Disciplina na escrita criativa é a liberdade do escritor

Ritmo na poesia e a divisão das sílabas métricas: o decassílabo

Aproveite algumas dicas de como se tornar um escritor profissional

Conheça quatro lições para ser um bom escritor

Personagens como os alicerces da história – Parte II

Romancista brasileiro Robertson Frizero: “Decidi deixar a literatura depois de ler Marcel Proust”

Personagens como os alicerces da história – Parte I

Literatura de entretenimento no Brasil: conheça suas características

Desafio de leitura 2021: leia mais e comece a escrever

Natal na literatura: dez dicas de obras que retratam o espírito natalino

Da leitura de superfície à estrutura do texto na escrita criativa

Como escrever um bom começo de texto literário

Concursos literários recebem inscrições em 2020

O fator humano na Escrita Criativa e na literatura de ficção

O conto e a literatura de narrativa curta

Mentoria literária para escritores, saiba o que é

12 Replies to “Como ler e escrever como um escritor”

  1. […] Como ler e escrever como um escritor […]

  2. […] Como ler e escrever como um escritor […]

  3. […] Como ler e escrever como um escritor […]

  4. […] Como ler e escrever como um escritor […]

  5. […] De que maneira se pode ler como um escritor […]

  6. […] Como ler e escrever como um escritor […]

Deixe um comentário