Como ter ideias na literatura

Pessoa escrevendo em um bloco com desenho de lâmpada

Escrever um texto literário é um processo solitário e às vezes desafiador. Ter ideias na literatura nem sempre é simples ou fácil, mas está longe de ser impossível. O mais importante, contudo, é fugir do mito da “inspiração”.

Em suma, escrever um texto literário tem mais a ver com transpiração. É disso que se trata. Compreender esta dimensão requer superar uma certa idealização da literatura, de que o ofício do escritor é algo apenas para alguns tocados por uma inspiração divina.

Ser escritor implica, antes de tudo, uma postura atenta. É o cotidiano, rico de histórias, de eventos aparentemente banais, o manancial de onde vem temas e questões capazes de dar vida à literatura.

Neste texto, apresentamos três dicas sobre ter ideias para história ficcionais.

Seja um leitor arguto

Acredite, é impossível ser escritor, sem antes, ser um leitor de literatura e quanto mais vasta a obra, melhor. Dos grandes romancistas russos, passando pela literatura fantástica da América Latina ou os clássicos ingleses, e toda a rica ficção brasileira, ler é essencial.

Mas lembre-se, quanto mais rica for sua leitura, atenta e com a argúcia de um leitor que pretende escrever, tanto mais você estará vacinado contra o “bloqueio criativo”. Leia um livro, um conto ou um poema, como um maestro que destrincha da partitura sua essência, sua alma, sua força. Tudo isso ajudará você a ter ideias para escrita criativa.

Desperte sua curiosidade

Quando dissemos anteriormente que a curiosidade pelo cotidiano é um elemento importante, estamos sugerindo que é fundamental estarmos atentos à vida, sobretudo em seu sentido ordinário.

Anote também. Teve um insight, é importante tomar nota, escrever e não esquecer. Não subestime nada. De uma fila na padaria se faz um romance, senão o livro todo, o start, a fagulha que dará início à obra toda. Uma ideia genial, às vezes começa com algo que parece desimportante, mas que vai ganhando corpo na escrita.

Tome as rédeas da estória e esteja disposto a escrever

Tomar as rédeas da história consiste em nada mais que… sentar e escrever. É isso. Muitas ideias morrem simplesmente porque não habitam as folhas de papel, vivem apenas na cabeça dos autores, mas lá é impossível que elas ganhem vida.

Os dois amigos principais do bloqueio criativo são a preguiça e a timidez. Se o primeiro se vence com disciplina, o segundo não há porque temer e ficar tímido, pois o importante é escrever, ler, revisar e escrever de novo. Não há outra alternativa, é assim que se transforma em escritor.

E agora, como faço para escrever?

Escreva. Simples assim. Escrever é um ato de coragem também e se você está disposto a escrever, escreva.

Outra dica simples, acompanhe o site Frizero e não deixe de seguir nossos textos!


Clube de Criação Literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Programação de maio do Clube de Criação Literária

A programação traz, em dias alternativos, alguns encontros já ministrados e que foram solicitados por vocês para uma reedição.

Esses cursos serão abertos ao público em geral, mas para afiliados do CCL há um desconto de 60% no valor. Caso indique um aluno para o curso que efetive sua matrícula, o afiliado ganha bolsa integral na atividade. O primeiro tema será a Escrita de Roteiros Audiovisuais.

Programação Clube de Escritores - Robertson Frizero
Programação Clube de Criação Literária – Robertson Frizero
Programação oficina de Roteiros Robertson Frizero
Programação oficina de Roteiros Robertson Frizero

Leia também

Conheça a chamada Zooliteratura

Como fazer crítica literária

Prêmio Cepe de Literatura abre inscrições

Lançamento da Antologia Literatura Mínima

Como ordenar o tempo na narrativa

O que são e como funcionam os argumentos em um texto de ficção

A escolha das palavras e os efeitos de sentido

Estrutura narrativa na literatura de ficção

O que é poesia?

Escrita criativa: exercício e rigor

Audiolivros ou Audiobooks: para “ler” no volume máximo

Deixe um comentário