Warning: include(): open_basedir restriction in effect. File(/160348) is not within the allowed path(s): (/home/frizero/:/tmp:/opt/remi/php74/root/usr/share:/usr/local/php/7.4/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 763

Warning: include(/160348): failed to open stream: Operation not permitted in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 763

Warning: include(): Failed opening '/160348' for inclusion (include_path='/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/:/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/core:.:/opt/remi/php74/root/usr/share/pear:/opt/remi/php74/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 763

Warning: include(): open_basedir restriction in effect. File(/48132) is not within the allowed path(s): (/home/frizero/:/tmp:/opt/remi/php74/root/usr/share:/usr/local/php/7.4/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 764

Warning: include(/48132): failed to open stream: Operation not permitted in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 764

Warning: include(): Failed opening '/48132' for inclusion (include_path='/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/:/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/core:.:/opt/remi/php74/root/usr/share/pear:/opt/remi/php74/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 764

Warning: include(): open_basedir restriction in effect. File(/62943) is not within the allowed path(s): (/home/frizero/:/tmp:/opt/remi/php74/root/usr/share:/usr/local/php/7.4/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 765

Warning: include(/62943): failed to open stream: Operation not permitted in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 765

Warning: include(): Failed opening '/62943' for inclusion (include_path='/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/:/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/core:.:/opt/remi/php74/root/usr/share/pear:/opt/remi/php74/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 765

Warning: include(): open_basedir restriction in effect. File(/142146) is not within the allowed path(s): (/home/frizero/:/tmp:/opt/remi/php74/root/usr/share:/usr/local/php/7.4/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 766

Warning: include(/142146): failed to open stream: Operation not permitted in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 766

Warning: include(): Failed opening '/142146' for inclusion (include_path='/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/:/home/frizero/www/wp-content/themes/silk-blog/inc/kirki/core:.:/opt/remi/php74/root/usr/share/pear:/opt/remi/php74/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/frizero/www/wp-includes/class-wp.php on line 766
Dicas para revisar um texto literário -

Escritor, tradutor, dramaturgo e professor de Criação Literária

Talvez você já tenha ouvido a famosa frase: “Escreva com vinho, revise com café”. Independente de suas preferenciais durante o processo criativo, não há texto que não precise de revisão. Neste texto apresentaremos algumas dicas de como revisar seu texto.

Vamos lá!


Atenção à pontuação

Você já teve a experiência de um “diálogo” em que seu interlocutor falava com você gritando ou então era evasivo demais, sem responder, e com olhares fugidios? Se você já viveu isso sabe o quanto é insuportável e se não viveu pode imaginar. Lembre-se disso quando for usar pontos de exclamação e reticência, seja moderado para ser realista.

Outro aspecto importante, mas que nem sempre tem atenção merecida é o uso de hífen “-” no lugar de travessão “–”. Este são sinais gráficos diferentes e cumprem funções gramaticais distintas. Quando pretendemos demarcar a fala de um personagem é o travessão que devemos usar.

Use pontos para encerrar e dividir frases, mas vírgulas para separar orações. Quando quiser dar importância a uma ideia central, os dois pontos ajudam, desde que não se vulgarize o uso.

Gírias e expressões regionais na literatura

É proibido usar gírias e expressões regionais em textos ficcionais? Não, evidentemente. Mas é importante que se faça isso de maneira consciente e pensada. Se o uso da gíria ou vocabulário regional não for determinante para um efeito de sentido planejado, repense o uso.

Estar atento a estes detalhes durante a revisão é fundamental, porque com o distanciamento do momento da escrita, somos capazes de “estranhar” nosso próprio texto. Veja, não há nada de errado em usar gírias, mas é importante não fazer isso ingenuamente.

Fique atento à coesão textual

Coesão textual é quanto uma narrativa organiza as ideias de maneira compreensível para o leitor. É possível que em uma primeira escrita, você deixe ideias em aberto, isto é, os argumentos trazidos ao longo de uma determinada parte do texto não levam a uma conclusão.

Portanto, construir um texto com coesão textual implica, tal como fazem os músicos na sucessão de notas, criar uma “composição” de ideias. O objetivo desta estratégia conduzir o leitor pela trama de sua história sem que ele se perca.

Quando retomamos a leitura de um texto, durante a revisão, precisamos estar atentos a todos esses detalhes.

Concentre-se! Revisão é coisa séria

Ao revisar um texto, procure estar confortável, em um ambiente calmo e com boa iluminação. Se você imprimir o texto a experiência pode melhorar, pois nossa leitura muda em superfícies que não sejam telas, ela fica mais atenta.

Mas talvez as primeiras revisões sejam no computador e não tem nenhum problema nisso. Mantenha-se hidratado e faça pausas regulares para movimentar o corpo e dar uma “folga” para suas retinas.

Desfrute também do texto, afinal, revisar, não deve ser nenhum peso, mas sim uma tarefa de polimento de suas escrita, mas também de sua leitura.

Enjoy it!

Clube de Criação Literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Programação de maio do Clube de Criação Literária

A programação traz, em dias alternativos, alguns encontros já ministrados e que foram solicitados por vocês para uma reedição.

Esses cursos serão abertos ao público em geral, mas para afiliados do CCL há um desconto de 60% no valor. Caso indique um aluno para o curso que efetive sua matrícula, o afiliado ganha bolsa integral na atividade. O primeiro tema será a Escrita de Roteiros Audiovisuais.

Programação Clube de Escritores - Robertson Frizero
Programação Clube de Criação Literária – Robertson Frizero
Programação oficina de Roteiros Robertson Frizero
Programação oficina de Roteiros Robertson Frizero

Leia também

Como ter ideias na literatura

Conheça a chamada zooliteratura

Como fazer crítica literária

Prêmio Cepe de Literatura abre inscrições

Lançamento da Antologia Literatura Mínima

Como ordenar o tempo na narrativa

O que são e como funcionam os argumentos em um texto de ficção

A escolha das palavras e os efeitos de sentido

Estrutura narrativa na literatura de ficção

O que é poesia?

Escrita criativa: exercício e rigor

Tagged:
Roberson Frizero é escritor, tradutor, dramaturgo e professor de Criação Literária. É Mestre em Letras pela PUCRS e Especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS. Sua formação inclui bacharelado em Ciências Navais pela Escola Naval (RJ). Seu livro de estreia, Por que o Elvis Não Latiu?, foi agraciado pelo Prêmio CRESCER como um dos trinta melhores títulos infantis publicados no Brasil. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias, foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, do Prêmio Açorianos de Literatura e escolhido melhor livro do ano pelo Prêmio Associação Gaúcha de Escritores – AGES. Foi, por três anos consecutivos, jurado do Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro – CBL.

Related Posts