Robertson Frizero e Longe das aldeias são finalistas do Prêmio Jabuti

Selo 63º Prêmio Jabuti

Longe das aldeias, romance de estreia de Robertson Frizero, traduzido para o árabe pela editora Takween Publishing, é um dos dez livros finalistas do 63º Prêmio Jabuti. A obra concorre na categoria Livro brasileiro publicado no exterior. Em 2022 a obra será lançada em persa-farsi.

Em entrevista ao Portal MakingOF, Robertson Frizero classificou a indicação com uma “grande surpresa”. “O livro foi inscrito por iniciativa da Editora Dublinense, com o consentimento da Takween. Mas a categoria é uma incógnita: dentre outros aspectos, ela avalia também a repercussão do livro no exterior – e creio que esse foi um grande diferencial para chegar à lista dos dez finalistas”, conta.

A entrevista completa pode ser acessada clicando aqui.

Card Longe das Aldeias, indicado ao Prêmio Jabuti
Divulgação

O que é o Prêmio Jabuti

O Prêmio Jabuti é a mais tradicional e importante láurea concedida a livros, escritores e editoras no Brasil. A primeira edição ocorreu em 1959, tendo como vencedor na categoria romance Jorge Amado com Gabriela, cravo e canela.
O nome do Prêmio Jabuti tem a ver com a valorização das diferentes culturas populares e dos povos nativos e escravizados que foram trazidos para o Brasil.

Segundo o site da organização do prêmio, a escolha do nome tem a ver com o “ambiente cultural e político da época, influenciado, sobretudo, pelo modernismo e pelo nacionalismo, pela valorização da cultura popular brasileira, das raízes indígenas e africanas, de suas figuras míticas, símbolos seculares carregados de sabedoria e experiência de vida e legados de uma geração à outra”.

Prêmio Jabuti – Livro brasileiro publicado no exterior

Dividido em quatro “eixos” – Literatura, Não Ficção, Produção Editorial e Inovação – o Jabuti oferece prêmios em 20 categorias. Robertson Frizero concorre no eixo Inovação, na categoria Livro brasileiro publicado no exterior.

Card Longe das Aldeias, indicado ao Prêmio Jabuti
Divulgação

Outros prêmios

Publicado originalmente em 2015 pela Dublinense, Longe das aldeias já figurou em outras premiações, como finalista do Prêmio São Paulo de Literatura e como Melhor Romance da Associação Gaúcha de Escritores – Ages.

Em 2019, o romance foi selecionado para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) – Literário é um programa do Ministério da Educação – MEC voltado para a aquisição de livros didáticos e de literatura para distribuição em escolas da rede pública e bibliotecas públicas.

No mês de dezembro de 2021, Longe das Aldeias será o livro brinde para assinantes do clube de leitores TAG Experiências literárias. A indicação para o Prêmio Jabuti traz novo fôlego à obra.

Clube de criação literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Associando-se ao Clube, o participante colabora com o mecenato coletivo e tem acesso a conteúdo exclusivo sobre Criação Literária:

  • Material didáticoartigos resenhas de livros de interesse na área de Criação Literária;
  • Reuniões on-line e debates sobre Criação LiteráriaLiteratura Mercado Editorial;
  • Vídeos, áudios, apresentações e sessões de mentoria literária em grupo;
  • Sorteios mensais de livros e serviços de mentoria literária individual e leitura crítica.

Desafio de literatura 2021: envie suas resenhas e ganhe prêmios

Conhece o Desafio de literatura 2021 do site Frizero? Você pode publicar sua resenha literária em nossa página e de quebra ganhar o livro  Dostoiévski – Correspondências (1838-1880), do escritor russo que completa duzentos anos de nascimento em 2021. A edição foi traduzida por Robertson Frizero.

Como devo escrever e enviar minha resenha

No mês de novembro, o desafio é ler Um romance ou novela literária escrita por Fiódor Dostoiévski ou inspirada em sua obra.

Para participar basta enviar seu texto para sitefrizero@gmail.com com o assunto [DESAFIO DE LITERATURA – NOME DO PARTICIPANTE].

Lembre-se deixar no formato .doc com a seguinte formatação: Times New Roman, 12, espaçamento 1.5, título e autor no nome do arquivo.

Caso sua resenha seja escolhida para publicação, você receberá um e-mail solicitando dados para o recebimento da premiação.


Robertson Frizero

Retrato de Robertson Frizero
Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária. Sua primeira oficina foi lançada em 2011, e desde então se manteve em atividade contínua, entre oficinas, cursos, palestras e mentorias literárias. Foi jurado do Prêmio Jabuti de Literatura por três anos consecutivos e jurado do Prêmio Açorianos de Literatura. É Mestre em Letras pela PUCRS e especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS.

Frizero é autor de romances e livros infantis premiados, e já publicou também poesia, contos e textos teatrais. Seu livro de estreia, o infantil Por que o Elvis Não Latiu? [8INVERSO, 2010], foi agraciado com o Prêmio Crescer. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias [Dublinense, 2015], ganhou o Prêmio AGES de melhor romance do ano pela Associação Gaúcha de Escritores – AGES e foi finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Açorianos de LiteraturaLonge das Aldeias foi também escolhido pelo Governo Federal para distribuição à Rede Pública de Ensino no PNDL Literário 2018. Em 2020, Longe das Aldeias foi traduzido para o árabe e publicado no Kuwait e Iraque, com distribuição para todo o mundo árabe.


Leia também

Longe da Aldeias no clube de leitores TAG Livros

Como ler literatura – A importância dos “Começos” | Parte 2

“É a ação dramática, que impulsiona o texto adiante”. A dramaturgia de Robertson Frizero

Mal e cura: Poesias, novo livro de Robertson Frizero

Longe das Aldeias será publicado em Persa

Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas

Longe das aldeias de Robertson Frizero – Lançamento 2ª edição

Oficina literária – Escrevendo histórias de amor com Robertson Frizero – EAD – Inscrições abertas!

Resenha – Desgarrados de Eda Nagayama

Tempo do escritor: como conciliar a escrita com o trabalho

Narrador e narração na literatura de ficção

Deixe um comentário