Blog

Vídeos

O que vem por aí?

Entrevista

1 de março de 2018

10291058_10152054162763483_3516024932327710880_n

Haja fôlego, escritor!

O ano de 2018 será um ano de reavivar projetos antigos e colocar novos convites em ação. Dentro dessa perspectiva, começo o ano abrindo em Porto Alegre meu espaço cultural – o Ateliê Literário, misto de escritório onde me dedicarei regularmente à produção de meus textos e espaço para reuniões, cursos e oficinas que irei compartilhar com alguns amigos escritores que também sentem a falta na capital de locais apropriados para o desenvolvimento dessas atividades no campo literário.

Mas um escritor precisa publicar e várias frentes estão abertas. Estou terminando meu livro de poesias para buscar publicação, provavelmente me aventurando no crowdfunding. Além disso, tenho três romances em andamento, mais um livro infantojuvenil que transpõe um grande clássico da Literatura para o Brasil Imperial e um romance escrito a quatro mãos com um amigo escritor iraniano cujo tema bombástico não lhe permite publicar essa história em seu país. Outro projeto de publicação é uma nova coletânea de textos teatrais que incluirá o script do espetáculo teatral Quando Vi, Minha Vida Não Existia, sucesso em sua breve temporada em Porto Alegre ano passado, e outros textos inéditos. Há ainda um romance de Fantasia de ambientação bíblica e um infantil sobre competição…

Afora isso, há ainda um convite para participar de uma antologia de contos, cuja proposta é não menos que genial – mas que não posso antecipar, para não perder o impacto de seu lançamento em breve. E também o simpático convite para escrever quatro prefácios para livros, um deles 0 romance inédito de um de meus escritores gaúchos contemporâneos favoritos – um baita livro, belamente escrito, divertido e emocionante.

Mãos à obra. Torço apenas para que o relógio ande mais lentamente, de vez em quando, para me permitir colocar tudo em prática, cumprir prazos e não deixar nada pelo caminho.

Entrevista

Nasce um novo espaço cultural em Porto Alegre

Entrevista

16 de janeiro de 2018

Ateliê - LOGO - Objetos

Em março de 2018, terão início as atividades de um novo espaço cultural em Porto Alegre. O Ateliê Literário é um espaço voltado para oficinas literárias e cursos de Artes e Humanidades, um ambiente especialmente projetado para esse fim. Localizado nos arredores do Parque Farroupilha (Redenção), o espaço irá promover também atividades gratuitas, como um Clube de Leitores com encontros mensais aos domingos, oferecendo uma nova opção de lazer cultural à cidade.

A programação do Ateliê Literário estará à disposição no site da Breviário Cursos, coordenada pelo escritor Robertson Frizero. Em março, as atividades serão iniciadas por duas turmas da Oficina de Iniciação à Criação Literária, que por sete anos foi realizada nas dependências da antiga loja física da livraria Sapere Aude! Livros:

http://breviariocursos.wordpress.com

Entrevista

Robertson Frizero é jurado do Prêmio Jabuti

Entrevista

14 de dezembro de 2017

35

Em novembro de 2017, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou os vencedores daquele que é considerado o prêmio mais importante do mercado editorial brasileiro – o Prêmio Jabuti. Na 59ª edição do prêmio, os grandes vencedores foram o romance “Machado”, de Silviano Santiago, escolhido o livro do ano de ficção, e “Alfabetização: a questão dos métodos”, da pedagoga Magda Soares, eleito o livro do ano de Não-ficção.

O prêmio, organizado e promovido pela CBL, escolhe anualmente para seu corpo de jurados pessoas de notório saber e reconhecido trabalho no campo das Letras. Para o ano de 2017, um desses jurados foi o escritor Robertson Frizero, indicado para a categoria “Adaptação”, na qual foi premiado como vencedor o “Romeu e Julieta” adaptado por Walcyr Carrasco a partir do texto de William Shakespeare tanto para texto em prosa quanto para teatro.

Entrevista

“Longe das Aldeias” é tema de artigo acadêmico

Entrevista

5 de setembro de 2017

850xN

“Longe das Aldeias” e “Ruína y Leveza”

 

A escritora e pesquisadora Júlia Dantas, autora do elogiado “Ruína y Leveza”, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, escreveu uma longa análise sobre o processo de criação do romance “Longe das Aldeias”. O artigo é o primeiro estudo acadêmico sobre o livro de Robertson Frizero e foi publicado na revista de crítica cultural “Pontos de Interrogação”, da Universidade do Estado da Bahia.

Nas palavras da autora, o ensaio “tenta se aproximar da obra Longe das aldeias a passos lentos: buscando profundidade, mas respeitando a amplidão de toda obra de arte”. Dentre os temas abordados, estão “a origem do
processo criativo, as técnicas narrativas adotadas e os desafios da criação de personagens”, em um “mergulho na subjetividade de um escritor”, mas vislumbrando “traços comuns a toda criação artística, além de um testemunho das curvas e obstáculos no trajeto de escrita do livro”.

O artigo está disponível em .PDF em sua íntegra.

 

Entrevista

Dois anos de “Longe das Aldeias”

Entrevista

3 de maio de 2017

“Uma das formas de atenuar as nossas

Em 30 de abril de 2015, era lançado o romance “Longe das Aldeias”, estreia de Robertson Frizero no gênero. Desde aquele modesto lançamento, o livro que o autor sempre considerou um despretensioso olhar sobre a guerra e suas consequências ganhou fôlego a cada novo leitor e fez uma bela carreira até o momento. Das críticas elogiosas na imprensa local às sessões de autógrafos em Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo, o livro surpreendeu ao ser indicado para o Prêmio Açorianos de Literatura e, sobretudo, para o Prêmio São Paulo de Literatura, no qual concorreu na categoria de Livro de Estreia para autor de mais de quarenta anos de idade. O romance foi ainda agraciado com o Prêmio de Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores (AGES), uma premiação que é escolhida pelos próprios escritores.

Dois anos depois de seu lançamento, o livro ainda é recordado com carinho pelos leitores, que buscam um contato direto com o autor para discutir seus pontos de interesse na obra. Marija, Emanuel, Mirna e Josif tornaram-se nomes conhecidos de alguns clubes de leitura porto-alegrenses, e angariaram pelo caminho alguns fãs ardorosos.

Vida longa ao livro!

Entrevista

OFICINA LITERÁRIA PARA INICIANTES GANHA MODALIDADE À DISTÂNCIA

Entrevista

3 de janeiro de 2017

Primeira página do site Breviário

Uma oficina literária voltada para quem quer se iniciar na Criação Literária ou se tornar um leitor mais qualificado. Com esse propósito, o escritor Robertson Frizero estabeleceu, em 2011, sua Oficina de Iniciação à Criação Literária em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A grande procura pela atividade motivou seu ministrante a abrir, em 2017, a possibilidade de alunos de todo o país cursarem a oficina na modalidade à distância. Com conteúdo teórico e muitas atividades práticas, a oficina terá a duração de vinte semanas e preço acessível.

Frizero é escritor, tradutor, dramaturgo e professor de Letras. É Mestre em Teoria da Literatura pela PUCRS. Seu livro de estreia, “Por que o Elvis Não Latiu” (2010), foi finalista do Prêmio Açorianos e agraciado com o Prêmio Crescer como um dos trinta melhores títulos infantis do ano. Seu romance de estreia, “Longe das Aldeias” (2015), foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura e do Prêmio Açorianos, bem como eleito o Livro do Ano pela Associação Gaúcha de Escritores (AGES).

Maiores informações e inscrições no site da atividade: http://breviariocursos.wordpress.com

Entrevista

Um blog de poesia

Entrevista

18 de fevereiro de 2016

POESIA EM TEMPO DE PROSA(1)

Robertson Frizero lançou, em 16 de fevereiro de 2016, um novo blog: POESIA EM TEMPO DE PROSA. O blog reunirá textos poéticos escritos pelo autor, tanto os publicados em seu livro À MINHA MEMÓRIA [Porto Alegre: Breviário, 2014] e periódicos, quanto textos inéditos e traduções de poemas de autores estrangeiros.

O conteúdo pode ser acessado aqui. A intenção do autor é descontinuar seu antigo blog LOCUTÓRIO, no qual reunia textos de sua autoria pertencentes a outros gêneros literários.

Entrevista

E “Longe das Aldeias” viaja o Brasil

Entrevista

9 de junho de 2015

Livraria Cultura - Salvador/BA

Livraria Cultura – Salvador/BA

Depois de seu lançamento em Porto Alegre, sede da editora Dublinense e de seu Terceiro Selo, o romance de estreia de Robertson Frizero, “Longe das Aldeias”, está a correr o Brasil para encontrar seus leitores. No dia 26 de maio, uma sessão de autógrafos realizada na Livraria Cultura do Salvador Shopping marcou a passagem de Frizero por Salvador, Bahia. No próximo dia 30 de junho, será a vez de São Paulo, com sessão de autógrafos na Blooks Livraria (Rua Frei Caneca, 596 – terceiro piso), e no dia 01 de julho, Rio de Janeiro, cidade natal de Frizero, na Blooks Livraria em Botafogo (Praia de Botafogo, 316).

Em São Paulo, Frizero terá a honra de dividir o evento com o escritor gaúcho Henrique Schneider, que estará autografando seu mais recente romance, “Respeitável Público”.

Entrevista

Leitores especiais

Entrevista

18 de maio de 2015

Adoro receber o retorno dos meus leitores – creio que isso é o que mais move um escritor. E muitas vezes surpreendo-me com as respostas que recebo – como estas histórias contadas pelas mães de dois pequenos leitores. No primeiro relato, ela, a mãe, leu para a filha e o filho menor o “Por que o Elvis não latiu?” e alguns dias depois a história foi recordada diante de um acontecimento inesperado; na segunda, uma mãe inspirou-se no livro para contar ao próprio filho um segredo de família.

(mais…)

Entrevista

Preencha o formulário com o seu e-mail para receber informativos e novidades do autor.

BRAVA DIGITAL