Por que voltar a escrever?

Caneta sobre caderno

Começo de ano é sempre um bom momento para renovarmos projetos e expectativas. Então preparamos este texto para quem um dia já sonhou ser escritor ou até escreveu alguma coisa, mas abandonou o projeto.

Se você deseja investir seu tempo em escrita criativa e já se perguntou “por que voltar a escrever?”, acompanhe este texto até o final. Acompanhe nossas dicas e se você ficar empolgado participe do encontro aberto do Clube de Criação Literária sobre Literatura Mínima. A aula será no sábado, 22 de janeiro, às 10h, com o professor Robertson Frizero.

Por que as pessoas deixam de escrever

Os motivos que levam as pessoas a deixarem de escrever são variados e dependem variam conforme cada circunstância. Mas se pudéssemos reunir dois grandes “motivos” eles normalmente estão ligados à falta de tempo e à insegurança dos aspirantes a escritores ou escritores inexperientes.

Mas veja, nenhuma dessas razões é, de fato, um impeditivo que anule a possibilidade de você escrever. Não estamos dizendo que é fácil, mas com um pouco de disciplina se pode voltar a escrever e colocar no papel nossas estórias.

Como encontrar tempo para escrever?

Talvez antes de responder à pergunta “como encontrar tempo para escrever” seja melhor saber quando escrever. Isso porque cada pessoa tem um ritmo e um momento que se sente mais à vontade para a escrita.

Se sua rotina é muito agitada e não tem como escrever diariamente – o que seria ideal – planeje uma rotina para a semana e tenha rigor em cumpri-la. A escrita ficcional é sinônimo de trabalho e disciplina

Inspiração pode ser importante, mas o trabalho do escritor é, principalmente, transpiração.

Imagem amarela ao fundo com relógio e vários ícones de diferentes atividades da rotina pessoal
Imagem: Wkimedia CC

Como criar confiança para escrever ficção

Hesitar diante de uma tarefa que longe de ser fácil nos joga no abismo fascinante de nossa “solidão” é algo normal. E escrever é, justamente isso, ver-se diante de si próprio para pôr no papel tramas, personagens e histórias.

Se levarmos em conta que vivemos em uma sociedade em que somos instados, o tempo todo, a nos relacionarmos com os outros e nunca estar sozinhos, às vezes podemos nos sentir inseguros. Mas escrever, como tudo o que se aprende na vida, é mais difícil no começo, mas depois vamos nos tornando mais confiantes.

Então, na verdade, não existe receita secreta para se tornar confiante na escrita criativa, mas a melhor alternativa é escrever para aprimorar a técnica e com isso ganhar a confiança que todo o trabalho feito com dedicação e empenho trazem.

Saiba como organizar uma rotina de escrita criativa

Preparamos algumas dicas de como organizar uma rotina de escrita criativa.

  • Na medida do possível, procure um ambiente adequado, de preferência fixo, para escrever;
  • Escolha aquele momento do dia que você não está trabalhando e que se sente em melhor forma para a escrita;
  • Procure manter uma rotina frequente;
  • Não deixe de se hidratar para manter seu cérebro ativo. Então reserve uma garrafinha de água, um café ou chá (quem sabe um vinho, com moderação, claro) para seu momento de escrita criativa;
  • Ficar longe de celulares e redes sociais é fundamental se você quer manter o foco. Há aplicativos como o Forest, que lhe ajudam a manter o foco se você não consegue ficar longe das redes sociais;
  • Respeite seu corpo. Se está com dor, com muito cansaço ou completamente desconectado de seu texto, talvez o melhor seja se permitir um bom banho, um passeio no parque ou mesmo um descanso para recarregar as energias;
  • Lembre-se sempre, escrever é um trabalho e ele deve ser levado a sério. A noite de autógrafos e lançamento pode ser (e é) legal, mas antes de ficar projetando esse esse momento é preciso trabalhar e muito!

Clube de criação literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Associando-se ao Clube, o participante colabora com o mecenato coletivo e tem acesso a conteúdo exclusivo sobre Criação Literária:

  • Material didáticoartigos resenhas de livros de interesse na área de Criação Literária;
  • Reuniões on-line e debates sobre Criação LiteráriaLiteratura Mercado Editorial;
  • Vídeos, áudios, apresentações e sessões de mentoria literária em grupo;
  • Sorteios mensais de livros e serviços de mentoria literária individual e leitura crítica.

Leia também

A estrutura narrativa inversa em “O amigo fiel”, de Robertson Frizero

Robertson Frizero: meus 50 livros de cabeceira

Das ideias à forma: como superar o mito da inspiração

Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames

“Conto natalino” é o destaque da programação de dezembro do Clube de Criação Literária

Podcast Clube de Criação Literária

José Saramago, Nobel de Literatura: 99 anos

Robertson Frizero e Longe das aldeias são finalistas do Prêmio Jabuti

Longe da Aldeias no clube de leitores TAG Livros

Como ler literatura – A importância dos “Começos” | Parte 2

“É a ação dramática, que impulsiona o texto adiante”. A dramaturgia de Robertson Frizero

Deixe um comentário