Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames

Moedinhas empilhadas na mesa

Todos aspirantes a escritor e escritor inexperiente – ou mesmo aqueles com alguma experiência – ficam felizes com a oportunidade de publicar seus escritos. Neste texto, apresentamos algumas dicas para que você saiba avaliar se um concurso literário é sério ou se é “caça-níquel”.

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que as convocatórias, do ponto de vista formal, são bastante convincentes e, em muitos casos, de fato, publicarão seu texto, mas a qual custo? Vejamos como detectar um concurso literário que tem pouca preocupação literária e bastante interesse financeiro.

Antologia poética com centenas de poemas

Recentemente recebemos uma convocatória por e-mail em que, entre as regras, estavam estabelecidos alguns critérios, entre os quais cada participante só poderia ter um único poema selecionado.

Em seguida, informava que ao todo seriam publicados, na referida antologia, 250 poemas e que cada autor classificado deveria comprar nove exemplares ao custo de R$ 458, divididos em duas parcelas.

Na prática, cada exemplar do livro sai para o autor do poema cerca de R$ 50, mas com um único texto no oceano de centenas de poemas.

Livro marcado com caneta marca texto
Imagem: Pixnio CC

Mercado editorial, custos e valores reais

É verdade que R$ 458 não é um valor baixo, muito pelo contrário, mas um escritor ansioso por publicar pode considerar o esforço válido. O problema é que quando colocamos os valores na ponta do lápis, as cifras se tornam bastante expressivas.

Em suma, se o livro prometido no concurso literário for publicado com 250 poemas, tal como o edital sugere, a arrecadação para produção da obra será de, nada mais, nada menos, R$ 114.500,00. Isso apenas com a compra obrigatória por parte dos autores, sem contar os demais exemplares eventualmente vendidos.

“Quem conhece mercado editorial e valor de serviços gráficos sabe bem: não há custo possível – nem de cachê de jurado, nem de qualidade gráfica de livro, nem de divulgação, nada! – que justifique esse valor absurdo”, explica Robertson Frizero.

Qual o atrativo de concursos literários

Jovens escritores, com o desejo de ver seus trabalhos publicados, tendem, em muitos casos, a não hesitar quando estão diante da possibilidade de ver seus textos incluídos em antologias.

Antologias com centenas de textos são lucrativas para editoras, mas com pouco impacto prático na carreira dos escritores, que acabam apresentando uma amostra mínima de seus trabalhos.

A verdade é que, apesar de oportunista, esse tipo de estratégia para fisgar escritores não é ilegal e não se configura, do ponto de vista penal, crime. Entre outras razões porque, via de regra, essas antologias são publicadas e portanto a editora cumpre sua parte formal no acordo, mas os autores têm pouco retorno.

Estar atento a essas estratégias é importante para que os aspirantes a escritores busquem concursos sérios, com um preço justo, com antologias que façam, de fato, uma seleção e curadoria temática e uma divulgação efetiva do trabalho. Essas possibilidades podem parecer atrativas, mas com pouca perspectiva para quem sonha em sair do anonimato e ter o trabalho reconhecido.

Uma boa dica é ficar atento aos diversos prêmios, concursos literários e jogos florais (concursos literários voltados à trova) promovidos por prefeituras, governos estaduais e instituições privadas de renome, no Brasil e em Portugal: em geral, são de inscrição gratuita, têm premiação em dinheiro e, muitos deles, até levam à publicação – sem falar que representam uma validação real do trabalho dos escritores.

Revistas fechadas com corrente e cadeado
Imagem: PxHere CC

Clube de criação literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Associando-se ao Clube, o participante colabora com o mecenato coletivo e tem acesso a conteúdo exclusivo sobre Criação Literária:

  • Material didáticoartigos resenhas de livros de interesse na área de Criação Literária;
  • Reuniões on-line e debates sobre Criação LiteráriaLiteratura Mercado Editorial;
  • Vídeos, áudios, apresentações e sessões de mentoria literária em grupo;
  • Sorteios mensais de livros e serviços de mentoria literária individual e leitura crítica.

Desafio de literatura 2021: envie suas resenhas e ganhe prêmios

Conhece o Desafio de literatura 2021 do site Frizero? Você pode publicar sua resenha literária em nossa página e de quebra ganhar o livro  Dostoiévski – Correspondências (1838-1880), do escritor russo que completa duzentos anos de nascimento em 2021. A edição foi traduzida por Robertson Frizero.

Como devo escrever e enviar minha resenha

No mês de dexembro, o desafio é ler Um livro que tenha como pano de fundo uma guerra, mas que tenha uma mensagem positiva e otimista.

Para participar basta enviar seu texto para sitefrizero@gmail.com com o assunto [DESAFIO DE LITERATURA – NOME DO PARTICIPANTE].

Lembre-se deixar no formato .doc com a seguinte formatação: Times New Roman, 12, espaçamento 1.5, título e autor no nome do arquivo.

Caso sua resenha seja escolhida para publicação, você receberá um e-mail solicitando dados para o recebimento da premiação.


Robertson Frizero

Retrato de Robertson Frizero
Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária. Sua primeira oficina foi lançada em 2011, e desde então se manteve em atividade contínua, entre oficinas, cursos, palestras e mentorias literárias. Foi jurado do Prêmio Jabuti de Literatura por três anos consecutivos e jurado do Prêmio Açorianos de Literatura. É Mestre em Letras pela PUCRS e especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS.

Frizero é autor de romances e livros infantis premiados, e já publicou também poesia, contos e textos teatrais. Seu livro de estreia, o infantil Por que o Elvis Não Latiu? [8INVERSO, 2010], foi agraciado com o Prêmio Crescer. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias [Dublinense, 2015], ganhou o Prêmio AGES de melhor romance do ano pela Associação Gaúcha de Escritores – AGES e foi finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Açorianos de LiteraturaLonge das Aldeias foi também escolhido pelo Governo Federal para distribuição à Rede Pública de Ensino no PNDL Literário 2018. Em 2020, Longe das Aldeias foi traduzido para o árabe e publicado no Kuwait e Iraque, com distribuição para todo o mundo árabe.


Leia também

“Conto natalino” é o destaque da programação de dezembro do Clube de Criação Literária

Podcast Clube de Criação Literária

José Saramago, Nobel de Literatura: 99 anos

Robertson Frizero e Longe das aldeias são finalistas do Prêmio Jabuti

Longe da Aldeias no clube de leitores TAG Livros

Como ler literatura – A importância dos “Começos” | Parte 2

“É a ação dramática, que impulsiona o texto adiante”. A dramaturgia de Robertson Frizero

Mal e cura: Poesias, novo livro de Robertson Frizero

Longe das Aldeias será publicado em Persa

Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas

Longe das aldeias de Robertson Frizero – Lançamento 2ª edição

4 Replies to “Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames”

  1. […] Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames […]

  2. […] Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames […]

  3. […] Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames […]

  4. […] Concurso literário e antologias gigantescas: saiba como avaliar a seriedade dos certames […]

Deixe um comentário