Dois anos de “Longe das Aldeias”

Vídeos
Entrevista

3 de maio de 2017

“Uma das formas de atenuar as nossas

Em 30 de abril de 2015, era lançado o romance “Longe das Aldeias”, estreia de Robertson Frizero no gênero. Desde aquele modesto lançamento, o livro que o autor sempre considerou um despretensioso olhar sobre a guerra e suas consequências ganhou fôlego a cada novo leitor e fez uma bela carreira até o momento. Das críticas elogiosas na imprensa local às sessões de autógrafos em Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo, o livro surpreendeu ao ser indicado para o Prêmio Açorianos de Literatura e, sobretudo, para o Prêmio São Paulo de Literatura, no qual concorreu na categoria de Livro de Estreia para autor de mais de quarenta anos de idade. O romance foi ainda agraciado com o Prêmio de Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores (AGES), uma premiação que é escolhida pelos próprios escritores.

Dois anos depois de seu lançamento, o livro ainda é recordado com carinho pelos leitores, que buscam um contato direto com o autor para discutir seus pontos de interesse na obra. Marija, Emanuel, Mirna e Josif tornaram-se nomes conhecidos de alguns clubes de leitura porto-alegrenses, e angariaram pelo caminho alguns fãs ardorosos.

Vida longa ao livro!

Entrevista

Preencha o formulário com o seu e-mail para receber informativos e novidades do autor.

BRAVA DIGITAL