Mal e cura: Poesias, novo livro de Robertson Frizero

Corredor de hospítal escuro com janela ao fundo

Livro com 28 poemas inéditos está disponível na Amazon. Clique aqui para acessar Mal e Cura: Poesias

Capa Mal e Cura: Poesias, de Robertson Friizero
Imagem: Divulgação

A dor não é tema incomum à poesia. Mas, em geral, é a dor do espírito que ganha versos. Esta coletânea de poemas inéditos do escritor Robertson Frizero, chamada Mal e Cura: Poesia traz também alguma luz sobre o sofrimento à flor da pele, aquele que nos leva a médicos, exames, hospitais, pílulas, conselhos de estranhos…

A dor que atesta a nossa fraqueza humana, nossa fragilidade. Apesar do tema, é um livro que faz refletir mais que sofrer – sobre as dores do corpo e da alma – em versos nos quais o lirismo, a ironia e mesmo o humor estão presentes.


Entrevista com Robertson Frizero

Nesta breve entrevista, concedida ao editor do site Frizero, o autor fala um pouco mais sobre a obra.

Como o contexto da pandemia trouxe um outro entendimento sobre a dor?
Robertson Frizero –
Os primeiros poemas desse livro foram escritos em leitos de hospital. Ali, sem muito o que fazer além de seguir as prescrições e me adequar à rotina esvaziada de paciente, tive a ideia de registrar em versos essas sensações, que muitas vezes passam despercebidas pelos próprios profissionais de saúde que nos atendem.

E infelizmente tenho registrado uma internação por ano desde 2018, por razões diversas. Mas a pandemia trouxe um novo olhar, de um outro mal que passou a me atingir mais pesadamente: a solidão.

Quando que o livro foi escrito?
Robertson Frizero –
O livro foi escrito entre uma internação hospitalar vivida em 2018 e o final de setembro de 2021.

O livro tem quantas poesias?
Robertson Frizero –
São vinte e oito poemas ordenados sob uma sutil linha narrativa, que começa com uma exortação aos deuses, donos de nosso destino, e acompanha esse paciente que tenta compreender suas enfermidades e sintomas, consulta-se com médicos, faz exames, recebe conselhos de estranhos e acaba por ser internado.

É de seu leito hospitalar que ele refletirá sobre suas dores do corpo e da alma, até a indagação final sobre a morte – pensamento tão comum a qualquer de nós em uma baixa hospitalar sem perspectiva de alta.

* * *

Confira abaixo dois poemas que integram a obra. Clique aqui e acesse Mal e cura: Poesias.


Corredor de hospital com pessoas correndo com uma maca
Imagem: G Casasola / PxHere CC

Enfermidades

A insônia torna-nos existencialistas.
A topada, crentes insuspeitados.


A dor de dente torna-nos videntes.
A anestesia geral, viajantes do tempo.

A gripe faz-no sérios e compenetrados.
A cãibra, dançarinos exóticos.

A coceira faz-nos gregários e criativos.
A enxaqueca, ermitões.

A diarreia deixa-nos velozes, por vezes, até furiosos.
A infecção sem nome, estranhamente poéticos.

Robertson Frizero


Cama abandonada em local abandonado
Imagem: PxHere / CC

Internação

A horas,
lentas.
A refeição,
pontual.
As distâncias,
limitadas.
O espaço,
funcional.
As medicações,
regradas.
As injeções,
frequentes.
As visitas,
celebradas
ou ausentes.
As bactérias,
sedentas.

Robertson Frizero


Clube de criação literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Associando-se ao Clube, o participante colabora com o mecenato coletivo e tem acesso a conteúdo exclusivo sobre Criação Literária:

  • Material didáticoartigos resenhas de livros de interesse na área de Criação Literária;
  • Reuniões on-line e debates sobre Criação LiteráriaLiteratura Mercado Editorial;
  • Vídeos, áudios, apresentações e sessões de mentoria literária em grupo;
  • Sorteios mensais de livros e serviços de mentoria literária individual e leitura crítica.

Desafio de literatura 2021: envie suas resenhas e ganhe prêmios

Conhece o Desafio de literatura 2021 do site Frizero? Você pode publicar sua resenha literária em nossa página e de quebra ganhar o livro  Dostoiévski – Correspondências (1838-1880), do escritor russo que completa duzentos anos de nascimento em 2021. A edição foi traduzida por Robertson Frizero.

Como devo escrever e enviar minha resenha

No mês de outubro, o desafio é ler um Um livro de terror escrito por um autor brasileiro.

Para participar basta enviar seu texto para sitefrizero@gmail.com com o assunto [DESAFIO DE LITERATURA – NOME DO PARTICIPANTE].

Lembre-se deixar no formato .doc com a seguinte formatação: Times New Roman, 12, espaçamento 1.5, título e autor no nome do arquivo.

Caso sua resenha seja escolhida para publicação, você receberá um e-mail solicitando dados para o recebimento da premiação.


Robertson Frizero

Retrato de Robertson Frizero
Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária. Sua primeira oficina foi lançada em 2011, e desde então se manteve em atividade contínua, entre oficinas, cursos, palestras e mentorias literárias. Foi jurado do Prêmio Jabuti de Literatura por três anos consecutivos e jurado do Prêmio Açorianos de Literatura. É Mestre em Letras pela PUCRS e especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS.

Frizero é autor de romances e livros infantis premiados, e já publicou também poesia, contos e textos teatrais. Seu livro de estreia, o infantil Por que o Elvis Não Latiu? [8INVERSO, 2010], foi agraciado com o Prêmio Crescer. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias [Dublinense, 2015], ganhou o Prêmio AGES de melhor romance do ano pela Associação Gaúcha de Escritores – AGES e foi finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Açorianos de LiteraturaLonge das Aldeias foi também escolhido pelo Governo Federal para distribuição à Rede Pública de Ensino no PNDL Literário 2018. Em 2020, Longe das Aldeias foi traduzido para o árabe e publicado no Kuwait e Iraque, com distribuição para todo o mundo árabe.


Leia também

Como ler literatura – A importância dos “Começos” | Parte 1

Longe das Aldeias será publicado em Persa

Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas

Longe das aldeias de Robertson Frizero – Lançamento 2ª edição

Oficina literária – Escrevendo histórias de amor com Robertson Frizero – EAD – Inscrições abertas!

Resenha – Desgarrados de Eda Nagayama

Tempo do escritor: como conciliar a escrita com o trabalho

Narrador e narração na literatura de ficção

Por que participar de oficinas de literatura

O conflito na ficção literária – Parte 3 | As circunstâncias do conflito

One Reply to “Mal e cura: Poesias, novo livro de Robertson Frizero”

Deixe uma resposta