Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas

Mão feminina segurando livro Longe das Aldeias na praia

Aêgla Benevides – Instagram @inlibriveritas

Delicadeza, realidade, inconformidade, dúvida, reconhecimento, serenidade, incômodo, memória: dá pra juntar tudo isso em “só” 96 páginas? Robertson Frizero diz – e mostra – que sim.

Livro enviado no primeiro kit TEG da @dublinense (e que já está à venda no site da editora), Longe das aldeias surpreende. Não pelos prêmios que já ganhou (que não foram poucos), não por suas traduções para o árabe e (logo mais) para o persa. Tudo isso, somado à fantástica edição da Dubli, é incrível; mas, quando a última página do livro se fecha, todos os elogios não são nada além do que a história merece.

Capa Longe das aldeias
Imagem divulgação

Na busca dolorosa por rastros de um passado mais doloroso ainda, o protagonista Emanuel conta com memórias, ora trazidas pela tia, ora nunca esquecidas pela mãe, para reconstruir o caminho até sua terra natal. Lá permanece também uma peça-chave na sua história: a identidade do pai que nunca conheceu.

Com um final de deixar qualquer queixo caído (e qualquer olho marejado), esse curto e potente enredo nos transporta para o melhor lugar possível ao qual um leitor pode ir: o do outro. Obrigada, @robertsonfrizero, por mais essa joia na nossa literatura – e obrigada, Dubli, pela ilibada escolha!


Clube de criação literária

Clube de Criação Literária é uma dessas ações de mecenato coletivo – neste caso, em favor do escritor e tradutor Robertson Frizero. Mas, como o próprio nome sugere, é uma ação de mecenato que traz, também, uma ideia inovadora no campo da formação continuada em Escrita Criativa.

Associando-se ao Clube, o participante colabora com o mecenato coletivo e tem acesso a conteúdo exclusivo sobre Criação Literária:

  • Material didáticoartigos resenhas de livros de interesse na área de Criação Literária;
  • Reuniões on-line e debates sobre Criação LiteráriaLiteratura Mercado Editorial;
  • Vídeos, áudios, apresentações e sessões de mentoria literária em grupo;
  • Sorteios mensais de livros e serviços de mentoria literária individual e leitura crítica.

Desafio de literatura 2021: envie suas resenhas e ganhe prêmios

Conhece o Desafio de literatura 2021 do site Frizero? Você pode publicar sua resenha literária em nossa página e de quebra ganhar o livro  Dostoiévski – Correspondências (1838-1880), do escritor russo que completa duzentos anos de nascimento em 2021. A edição foi traduzida por Robertson Frizero.

Como devo escrever e enviar minha resenha

No mês de setembro, o desafio é ler um Um livro de autor brasileiro lançado de forma independente.

Para participar basta enviar seu texto para sitefrizero@gmail.com com o assunto [DESAFIO DE LITERATURA – NOME DO PARTICIPANTE].

Lembre-se deixar no formato .doc com a seguinte formatação: Times New Roman, 12, espaçamento 1.5, título e autor no nome do arquivo.

Caso sua resenha seja escolhida para publicação, você receberá um e-mail solicitando dados para o recebimento da premiação.


Robertson Frizero

Retrato de Robertson Frizero
Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária. Sua primeira oficina foi lançada em 2011, e desde então se manteve em atividade contínua, entre oficinas, cursos, palestras e mentorias literárias. Foi jurado do Prêmio Jabuti de Literatura por três anos consecutivos e jurado do Prêmio Açorianos de Literatura. É Mestre em Letras pela PUCRS e especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras pela UFRGS.

Frizero é autor de romances e livros infantis premiados, e já publicou também poesia, contos e textos teatrais. Seu livro de estreia, o infantil Por que o Elvis Não Latiu? [8INVERSO, 2010], foi agraciado com o Prêmio Crescer. Seu romance de estreia, Longe das Aldeias [Dublinense, 2015], ganhou o Prêmio AGES de melhor romance do ano pela Associação Gaúcha de Escritores – AGES e foi finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Açorianos de LiteraturaLonge das Aldeias foi também escolhido pelo Governo Federal para distribuição à Rede Pública de Ensino no PNDL Literário 2018. Em 2020, Longe das Aldeias foi traduzido para o árabe e publicado no Kuwait e Iraque, com distribuição para todo o mundo árabe.


Leia também

Longe das aldeias de Robertson Frizero – Lançamento 2ª edição

Oficina literária – Escrevendo histórias de amor com Robertson Frizero – EAD – Inscrições abertas!

Resenha – Desgarrados de Eda Nagayama

Tempo do escritor: como conciliar a escrita com o trabalho

Narrador e narração na literatura de ficção

Por que participar de oficinas de literatura

O conflito na ficção literária – Parte 3 | As circunstâncias do conflito

O conflito na ficção literária – Parte 2 | A transformação do personagem

O conflito na ficção literária – Parte 1

Escrevendo o máximo com o mínimo

Prêmio Literário – Literatura Mínima 2021

Faça parte do Clube de Criação Literária

O que é um texto?

A epopeia de Gilgamesh: o livro mais antigo do mundo

Como ler e escrever como um escritor

Do pensamento à palavra: como transformar ideias em literatura

Originalidade na escrita criativa

Conheça o Clube de Criação Literária!

Dizer uma coisa para dizer outra

Disciplina na escrita criativa é a liberdade do escritor

Ritmo na poesia e a divisão das sílabas métricas: o decassílabo

Aproveite algumas dicas de como se tornar um escritor profissional

Conheça quatro lições para ser um bom escritor

Personagens como os alicerces da história – Parte II

Personagens como os alicerces da história – Parte I

Literatura de entretenimento no Brasil: conheça suas características

Da leitura de superfície à estrutura do texto na escrita criativa

Como escrever um bom começo de texto literário

O fator humano na Escrita Criativa e na literatura de ficção

O conto e a literatura de narrativa curta

5 Replies to “Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas”

  1. Aparecida Santos da Silva Nunes says: Responder

    Parabéns, uma história encantadora desejo muito sucesso professor Frizero. Um grande abraço👏👏👏👏👏

  2. […] Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas […]

  3. […] Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas […]

  4. […] Longe das aldeias – Resenha de Aêgla Benevides do @inlibriveritas […]

Deixe uma resposta